Diário Online

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
GRIPE

Campanha de vacinação contra H1N1 inicia em Belém

Primeira fase da vacinação irá até início de maio.

segunda-feira, 12/04/2021, 08:26 - Atualizado em 12/04/2021, 10:51 - Autor: Diario Online


Nesta fase, a meta é imunizar 171.768 pessoas
Nesta fase, a meta é imunizar 171.768 pessoas | Oswaldo Forte/Comus

Nesta segunda-feira (12), iniciou em Belém, a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe H1N1. Até o dia 10 de maio, crianças de 6 meses a 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde é o público prioritário.

Nesta primeira etapa a meta é imunizar 171.768 nessa fase.

Vale ressaltar, que a pessoa que recebeu a vacina contra a Covid-19 precisa esperar um intervalo de 14 dias para receber a dose contra a gripe H1N1. Outro fator importante para se vacinar é não apresentar sintomas gripais.

A movimentação nos postos segue tranquila, com poucas pessoas procurando pelo atendimento. Na Unidade Básica de Saúde do Jurunas, algumas pessoas nem sabiam sobre essa disponibilidade, mas aproveitaram que estavam no local para se vacinar.

 

Unidade Básica de Saúde do Jurunas
Unidade Básica de Saúde do Jurunas Toni Golçalves/Rádio Clube do Pará
 

 

Unidade Básica de Saúde do Jurunas
Unidade Básica de Saúde do Jurunas Toni Golçalves/Rádio Clube do Pará
 


Em Belém, a vacinação irá ocorrer em 59 pontos, entre o hospital Naval, hospital da Aeronáutica e qualquer uma das Unidades Básicas de Saúde da cidade.

Do dia 11 de maio a 08 de junho, será realizada a segunda fase da campanha. Nesta etapa serão imunizados idosos de 60 anos ou mais e professores. Entre 09 de junho a 09 de julho, na última fase da campanha, os vacinados serão pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo de passageiros, trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional, forças armadas, forças de segurança e salvamento, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS