Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
33°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

REABERTURA

Algodoal: comunidade exige posicionamento de prefeitura após protestos

quarta-feira, 08/07/2020, 23:03 - Atualizado em 08/07/2020, 23:03 - Autor: Fernanda Palheta


Um abaixo-assinado foi criado e está sendo levado às comunidades ribeirinhas do município.
Um abaixo-assinado foi criado e está sendo levado às comunidades ribeirinhas do município. | Márcio Ferreira/Arquivo Agência Pará

Como resultado da manifestação realizada no final da noite da última terça-feira (7), e que se estendeu ao longo do dia de hoje (8), a comunidade da ilha de Algodoal, nordeste paraense, exige agora um posicionamento da prefeitura de Maracanã, através de um abaixo-assinado que está sendo levado às comunidades ribeirinhas do município.

VEJA TAMBÉM:

No documento, exige-se que a prefeitura cumpra as recomendações do Ministério Público Federal (MPF), apresente um plano de combate à Covid-19 e faça a prestação de contas a toda a comunidade em relação aos recursos recebidos que deveriam ter sido destinados às ações contra a pandemia.

É solicitado também que uma audiência pública seja convocada para tratar sobre a possibilidade da retomada das atividades turísticas e dos protocolos de saúde a serem seguidos, bem como providenciar a retomada de todas as atividades comerciais na ilha de Maiandeua/Algodoal.

O documento será protocolado no Ministério Público Federal (MPF) na próxima segunda-feira (13).

RETALIAÇÃO

Como nova forma de protesto, os barqueiros decidiram que irão trabalhar de domingo a domingo, atendendo todos os horários, diferentemente do que a prefeitura tem exigido até então: segundas, quartas e sextas.

Apesar do novo funcionamento, por tempo de indeterminado, o turismo na ilha permanece fechado.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS