Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

REVOLTANTE

Criança de 2 anos é estuprada em hospital enquanto aguardava exame da Covid-19

quarta-feira, 08/07/2020, 19:00 - Atualizado em 08/07/2020, 19:00 - Autor: Com informações do Portal do Holanda


| Reprodução

Um caso chocante deixou os moradores de uma localidade revoltados. Uma menina de apenas dois anos foi estuprada dentro de um hospital, enquanto aguardava o resultado do exame que detecta a presença do coronavírus no organismo. Com a suspeita da doença, a criança precisou ficar isolada no local. O crime ocorreu em Pretória, na África do Sul. 

De acordo com uma tia da menina, a criança foi levada para o hospital após a mesma apresentar dificuldades para respirar. O sintoma fez com que os médicos pedissem para que a mesma realizasse o teste para Covid-19. Por esse motivo, a menina ficou sozinha na unidade de saúde, já que a mãe foi orientada a voltar para casa. 

A criança ficou um dia no hospital. Ela recebeu alta no dia seguinte, após os médicos informarem que o teste deu negativo para o coronavírus. Porém, segundo a tia, a menina apresentou um comportamento completamente diferente quando retornou para casa. 

A menina apresentava dificuldades para andar. Além disso, passou a chorar constantemente. Durante uma troca de fralda, a mãe da menina encontrou um líquido branco em suas partes íntimas, porém, a mesma acreditou se tratar de medicamento, já que a menina tinha ficado no hospital. Um dia depois, o líquido continuou saindo do órgão genital da garota. 

Leia mais:

Pastor estuprou e engravidou sobrinha de 12 anos: "vem no quarto orar comigo"

Menina grávida  afirma que criança de 10 anos é o pai do filho

Mulher sofre tentativa de estupro enquanto caminhava na rua e é salva pelo marido

Com o passar dos dias, a criança perdeu a vontade de brincar e sempre chorava. A mãe observou que havia algo estranho nas partes íntimas da menina e decidiu levá-la ao médico. Durante o atendimento, uma enfermeira afirmou que havia indícios de que a vítima havia sido molestada. 

Os pais da menina denunciaram o caso, que está sendo investigado pela polícia local. O hospital também declarou que está investigando o ocorrido e alegou que tem mantido contato constante com a família da criança. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS